Ensaio sobre a cegueira

“Acho que não ficamos cegos. Acho que sempre fomos cegos. Cegos apesar de conseguirmos ver. Pessoas que conseguem ver, mas não enxergar.” – José Saramago
.
Baseado no romance homônimo – Nobel de Literatura de 1998 – de José Saramago (falecido nessa sexta-feira, 18 de junho), conta sobre uma epidemia de cegueira, inexplicável, que se abate sobre uma cidade não identificada, que pode ser qualquer metrópole do mundo. A “cegueira branca” – assim chamada porque as pessoas infectadas passam a ver apenas uma superfície leitosa – atinge primeiramente um homem no trânsito e, num ritmo quase alucinante, espalha-se pelo país. Todos acabam cegos e reduzidos a sua porção animal, lutando por suas necessidades básicas. À medida que os afetados pela epidemia são colocados em quarentena e precisam viajar nas trevas de sua essência humana, e os serviços do Estado começam a falhar, a trama segue especialmente a mulher do oftalmologista, interpretada por Julianne Moore, a única pessoa não infectada e que vive “a responsabilidade de ter olhos quando os outros os perderam”. No elenco ainda estão Danny Glover, Alice Braga, Mark Ruffalo e Gael García Bernal. Para quem ainda não assistiu e pensa que este é mais um filme que não chegará aos pés do livro em que baseia-se, assistam ao vídeo abaixo e vejam a emoção de José Saramago na premier do filme. Não que o filme seja tão bom quanto o livro. Não é. Mas Fernando Meirelles, além de fazer um filme impecável, conseguiu suavizar o tom agressivo e violento usado por Saramago para nos sacudir, nos fazer enxergar o que insistimos em não ver sobre a nossa natureza mesquinha e individualista. “Uma coisa que não tem nome, essa coisa é o que somos”. Drama, 120 min. Baixe esse filme.
.
.

Tags:, ,

One response to “Ensaio sobre a cegueira”

  1. Buca Dantas says :

    humm…não gostei desse filme. gostei bem mais de O Jardineiro Fiel, de FMeirelles…até a sujeira nas ruas eu achei limpa demais…saca? como uma novela da TV Globo mostrando lama e lodo, que fica com cara de lama e lodo aconchegante…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: