Estamos Todos Bem

Matteo Scuro (Marcello Mastroianni) é um funcionário de cartório viúvo e aposentado que tem cinco filhos, todos com nomes de personagens de óperas famosas, sua grande paixão. Os filhos, que moram em cidades diferentes da Itália, costumam visitar o pai pelo menos uma vez por ano na Sicília. Dessa vez, extraordinariamente, todos começam a cancelar a visita e Matteo decide visitá-los um por um. Partindo numa viagem de trem que passa por Nápoles, Roma, Milão, Florença e Turim, com direito a um romance pelo caminho, ele acaba descobrindo que não sabe nada da vida dos filhos depois de adultos. Desiludido e profundamente triste por ter se deparado com os problemas e dificuldades dos filhos, Matteo ruma para casa e no caminho sofre um ataque cardíaco. É só aí que ele consegue, no leito do hospital, reunir todos os filhos em torno de si.
Como todos os filmes de Giuseppe Tornatore, Stanno Tutti Bene (título original) fala diretamente com a nossa alma e conta com a emocionante trilha sonora de Ennio Morricone, que curiosamente também atua no filme. Foi prêmio Ocic da crítica ecumênica internacional em Cannes, em 1990.
Toda vez que o personagem de Mastroianni liga para um de seus filhos, a vida agitada da cidade em torno dele é congelada, todos ficam imóveis, e abre-se um silêncio rompido pelo som de mais um recado deixado na secretária eletrônica. Esse foi um recurso usado por Tornatore para dar o tom da expectativa do personagem em falar com o filho, que na verdade está morto.
Estamos Todos Bem é um filme lírico, poético em cada pequeno detalhe. A estupenda interpretação de Marcello Mastroianni – que mesmo o próprio Tornatore tendo admitido anos mais tarde o erro do óculos de míope na composição do protagonista -, emociona no olhar. Lindo! Mais uma obra-prima de Tornatore, que por ter sido lançado apenas dois anos após o igualmente belo Cinema Paradido, acabou sendo ignorado pelo público e pela crítica.
Drama, 118 min. Baixe esse filme.
.
Trecho inicial do filme:
.
A versão americana
Everybody’s Fine (Estão Todos Bem), filmado em 2009, tem Robert de Niro no papel do protagonista – elogiado pela crítica americana – e as participações de Drew Barrymore, Kate Beckinsale e Sam Rockwell no elenco, sob a direção do inexpressivo Kirk Jones, e conta ainda com uma canção de Paul McCartney. Considerei desnecessária a refilmagem, mas com uma carência imensa de bons roteiros e roteiristas, vivemos a era dos remakes.
.

Tags:, ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: