Crimes e Pecados

A trama de 1989, faz um paralelo entre as histórias dos protagonistas Judah Rosenthal (Martin Landau) e Cliff Stern (Woody Allen) que se encontram para um desfecho final.
Na primeira história, Judah é um oftalmologista novaiorquino, que vê a segurança de sua vida familiar em risco quando sua amante, Dolores Paley (Anjelica Houston), decide revelar para a senhora Rosenthal (Claire Bloom) o adultério do marido, que dura dois anos. Judah, angustiado e pressionado, procura seu irmão Jack (Jerry Orbach) para dar um fim à vida de Dolores, esperando terminar com o sofrimento e instabilidade emocional que tanto o afligem. O serviço é feito e Judah começa a ser perseguido pela culpa. As lembranças de sua relação com Dolares, somada à moral religiosa judaica, que ele não parecia dar muita importância, vêm à tona e provocam crises éticas, moldando um caráter que ele não parecia ter.
A segunda história conta a vida de Cliff Stern, um fracassado cineasta que é levado a produzir um documentário sobre a vida do seu cunhado Lester (Alan Alda), egocêntrico e fútil, porém bem sucedido produtor de televisão. Em meio à produção do documentário, Cliff conhece Halley Reed (Mia Farrow) e se apaixona por ela, tornando-se rival de Lester na tentativa de conquistar a moça.
Crimes and Misdemeanors (título original) foi saudado como um retorno de Woody Allen à comédia, algo que o filme é, e ao mesmo tempo não é. O perfeito equilíbrio entre o drama e a comédia, mais precisamente entre a culpa e busca por renovação nas vidas dos personagens, que parecem estar em processo de reciclagem em seus universos particulares.
Mesmos com três indicações ao Oscar, não ganhou nenhuma estatueta e nenhum outro prêmio de destaque. Foi a décima terceira indicação de Allen ao Oscar, sendo a oitava como roteirista. Inicialmente o filme se intitularia Duas Vidas, mas o cineasta preferiu usar Crimes e Pecados, numa explícita homenagem ao romance Crime e Castigo, do russo Fiódor Dostoiésvski (1866).
Um filme profundo, filosófico e com toques geniais de humor. Imperdível até mesmo para quem não é fã de Woody Allen, como eu. Drama, 104 min. Baixe esse filme.
.
.

Tags:, ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: