Os Sete Samurais


Por Gabriel Vince

Lançado em 1954, “Os Sete Samurais” é o filme mais aclamado do diretor Akira Kurosawa, ganhador do Leão de Prata no Festival de Veneza e foi influência e inspiração para muitos outros conhecidos diretores, como por exemplo Quentin Tarantino.
A influência deste filme na cultura pop não se limita apenas ao cinema, vemos também sua influência nos quadrinhos japoneses (o mangá) e em animes como Samurai 7, de Toshifumi Takizawa. O filme não tem menos que três horas de duração, e confesso que quando assisti, foram as três horas mais curtas que já vivi.
O interessante é que ele é dividido em dois atos, e no intervalo de um ato para o outro há uma pausa dentro do próprio filme de dez minutos, onde é mostrada uma inscrição enquanto corre uma trilha sonora ao fundo, algo no mínimo curioso, nunca tinha visto ou soube disto em cinema.
A história do filme se passa no Japão, século XVI, em um humilde vilarejo de lavradores que é constantemente atacado por saqueadores. Cansados de serem atacados, eles resolvem contratar samurais para defendê-los. A época era propícia em achar tal serviço, os senhores feudais não mantinham mais samurais, e muitos deles foram rebaixados a condição de Ronins, samurais eram vistos como guarda costas, os lavradores procuravam exatamente esses Ronins, samurais que não tinham a quem servir e viviam na marginalidade (em certos casos não tinham o que comer), e não tinham prestígio social maior que um simples camponês.
O primeiro samurai a aceitar tal serviço é Shimada (Takashi Shimura), um verdadeiro líder, totalmente desprendido e generoso, alem de ser um guerreiro experiente e estrategista astuto.  Ele recruta outros samurais para ajudar nesta empreitada, cada recrutado tinha sua característica única, falerei de alguns mais marcantes: Temos Kyuzo (Seiji Miyaguchi) um samurai de primeira linhagem, totalmente litúrgico, austero, intropesctivo que trata o bushido (caminho do samurai) como um verdadeiro sacerdócio. Temos também o jovem Katsushiro (Isao Kimura), um rapaz totalmente inexperiente e fascinado pelos samurais que anseia tornar-se um deles.
Mas o destaque mesmo vai para Kikuchiyo (interpretado pelo brilhante Toshiro Mifune), um bufão que é sempre ridicularizado no filme, e que tenta se unir ao grupo a qualquer custo. Kikuchiyo é um personagem inesquecível, uma figura cômica, o papel perfeito do anti-herói, totalmente fanfarrão; porém ele se demonstra, no decorrer do filme, um verdadeiro guerreiro, bastante destemido e enérgico. “Os Sete Samurais” é um filme incrível, diversão garantida. Aventura, 206 min.  Baixe esse filme
.

.

Tags:, , , ,

One response to “Os Sete Samurais”

  1. Bruna says :

    Baixar o Filme Os Sete Samurais – http://fwd4.me/0BZ6

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: