Amarcord

Através dos olhos do garoto Titta, o diretor Federico Fellini passa a limpo a vida familiar, a religião, a educação e a política dos anos 30 na Itália. Fala dos sonhos de um outro mundo, sonhos alimentados pelos turistas de um hotel de luxo, por um transatlântico que por ali passa, pelo cinema e pelo início do fascismo.
Entre os personagens estão o pai e a mãe de Titta, um padre não-convencional, a mulher da tabacaria, uma ninfomaníaca, o acordeonista cego, entre outras personalidades do povoado. O filme não tem história linear, com começo, meio e fim. A narrativa fragmentada nem sempre realista, é baseada em lembranças esparsas, imaginações, sonhos. Não tem mocinhos nem bandidos e nem atores famosos, e o personagem principal não está envolvido em nenhuma ação espetacular. Ou seja, o filme não segue a cartilha do cinema americano, segue a cartilha de Fellini. Em contrapartida, o roteiro assinado por Tonino Guerra e Fellini cria um encadeamento lógico, em que a passagem de um transatlântico funciona como um clímax, um orgasmo coletivo dos habitantes da pequena vila costeira. Tem uma das mais belas trilhas da história do cinema criada por Nino Rota, e a fotografia, montagem e direção de arte são irrepreensíveis.
Apesar de ter sido lançado em 1973, Amarcord concorreu ao Oscar de 1976, ano do lançamento nos Estados Unidos. Ganhou o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro tendo sido também indicado ao Oscar de Melhor Diretor e Melhor Roteiro Original.
O título Amarcord é uma referência à tradução fonética das palavras “mi recordo” usada na região da Itália onde o Fellini nasceu, e mesmo o diretor tendo negado por diversas vezes que fosse um filme autobiográfico, concordou que há passagens semelhantes com eventos vividos por ele em sua infância. É um filme discreto e sereno, que à primeira vista pode parecer singelo, com momentos poéticos, irônicos, plenos de sensibilidade e com uma alegria comedida. É o melhor exemplo do lirismo de Fellini, atemporal e inesquecível. Comédia, 127 min. Baixar esse filme.
.

.

Tags:, , ,

2 responses to “Amarcord”

  1. luana says :

    Muito interessante.
    Amei

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: