Esposamante


Numa pequena cidade ao norte da Itália, no ínicio do século XX, o mercador de vinhos Luigi (Marcello Mostroianni) e sua mulher Antonia (Laura Antonelli) assistem à lenta morte de seu casamento. Luigi parece viver apenas para seu negócio, viagens e amantes. E Antonia, frígida e de saúde frágil, encerra-se em casa ignorando as aventuras do marido. Aparentemente conservador Luigi é na verdade um anarquista, e ao ser desmascarado e acusado injustamente de assassinato, desaparece. É neste momento que Antonia desperta para a vida, passa a comandar os negócios da família, transformando-se em uma mulher mais segura, bonita e sensual. Ela refaz o roteiro de viagens de Luigi, conhecendo cada taberna e quarto de hotel por onde ele passou, provando todos os vinhos e assumindo também o caráter sexualmente livre do marido, colecionando amantes e aventuras. Luigi, que está escondido na casa de um amigo em frente a sua, se torna um voyeur da esposa e assiste, mortificado, passo a passo a transformação e libertação da esposa.
O diretor Marco Vicário, conhecido por suas comédias eróticas e alguns filmes de aventura inexpressivos, conseguiu realizar o seu filme mais classudo, consagrando o erotismo, e ao mesmo tempo um dos filmes mais conceitualmente feminista – sem ser panfletário – que se tem notícia.
Mogliamante (título original) ou Wifemistress, 1977, ainda é cheio de pequenas surpresas e ternamente engraçado. Muito bem realizado como expressão de sentimentos e emoções suscetíveis de serem transmitidos de uma pessoa para outra, tem na música de Armando Trovaioli um elemento catalisador.
Esposamante oferece vários espelhos e significados que renderiam inúmeras teses sobre o comportamento humano. É tão cultuado quanto raro e primoroso. Belíssimo. Drama, 103 min. Baixe esse filme.
.
Nota: No início do filme, o anarquista Luigi, tem uma fala espetacular. Ao saber que a mulher está envolvida com a igreja, ele diz: “deixa ela ficar, porque senão ela não agüenta a tragédia da vida”. Essa fala parece ecoar o resto do filme, para o personagem e para os espectadores, durante a transformação da esposa.

Nota 2: Infelizmente não há trailer (nem trechos) desse filme no YouTube.
.

Anúncios

Tags:, , , ,

One response to “Esposamante”

  1. Andréia Freire says :

    Achei essa sinopse tão interessante. Tenho que ver. *-*

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: