Lanternas Vermelhas

.
Na China de 1920, Songlian (Gong Li) é uma universitária de 19 anos, que com a morte do pai e o empobrecimento da família, começa a ser pressionada pela madrasta a se casar, tornando-se a quarta esposa do abastado e poderoso Chen Zuoqian (Jingwu Ma), a quem sequer conhece.
Songlian chega ao novo lar num dia de verão e se vê sozinha num palácio tradicional que segue à risca as tradições seculares chinesas. Uma das principais tradições da casa é a das lanternas vermelhas. A esposa que o mestre escolher para passar a noite terá o pátio em frente à sua casa iluminado por lanternas vermelhas e terá direito à mordomias e privilégios. A regularidade da visita do mestre define o status de cada esposa na família. Logo, Songlian percebe o ambiente de inveja e intrigas entre as esposas e suas dificuldades para sobreviver em seu novo mundo.
Dividido em quatro partes – sugerindo as quatro estações do ano –, o cineasta Zhang Yimou (O Clã das Adagas Voadoras) apresenta quatro mulheres, de quatro gerações diferentes, menos como esposas e mais como concubinas, destinadas a servir o marido num ciclo perpétuo de obediência e humilhação. Seus enquadramentos, na maioria, são frios, distantes e simplistas. A fotografia de Fei Zhao desenha um contraste entre o brilho rubro que emana da casa iluminada pelas lanternas vermelhas e a escuridão em que as outras três concubinas fazem seus planos de sedução para o dia seguinte. O figurino é impecável.
Ganhou o prêmio David de Donatello e o BAFTA de Melhor Filme Estrangeiro além de ter sido indicado ao Oscar dessa mesma categoria. Recebeu o Leão de Prata de melhor direção para Yimou Zhang no Festival de Veneza de 1992.
Da Hong Deng Long Gao Gao Gua (título original ou ainda Raise The Red Lantern, em inglês) é uma denúncia não apenas ao horror da poligamia consentida, mas da luta pela sobrevivência das mulheres em meio ao machismo oriental. O filme que ficou proibido por vários anos na China, é um dos raros filmes de Zhang sem lutas orientais. O duelo é psicológico e dominado, em cena, pelas mulheres. Belíssimo. Para ver e rever. Drama, 125 min. Baixe esse filme.
.
.

Tags:, , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: