As Pontes de Madison

.
O filme começa pelo final, quando Francesca Johnson acaba de falecer e seus filhos descobrem nas cartas deixadas para eles, que sua mãe teve um caso extraconjugal. Conforme leem as palavras da mãe, o tempo volta trinta anos no passado.

Francesca (Meryl Streep) é uma dona de casa que vive para o marido e os filhos na pequena cidade de Madison, no Iowa nos anos sessenta. Apesar de amá-los, se ressente da vida sem emoções, e quando a família viaja para uma feira rural, ela fica feliz de finalmente ter quatro dias só para si. Já no primeiro dia aparece à sua porta, o fotógrafo freelancer da National Geographic, Robert Kincaid (Clint Eastwood), pedindo informação sobre a localização das famosas pontes cobertas da cidade.

Francesca tenta lhe explicar sem sucesso e resolve acompanhá-lo para indicar o caminho. Enquanto Robert fotografa, Francesca experimenta uma inédita sensação de liberdade. Eles fumam, bebem cerveja e almoçam juntos na casa dela. A partir daí vão se envolvendo cada vez mais, dançam, falam de suas vidas e se apaixonam. Quando a família volta para casa, Francesca não tem coragem de abandoná-los para seguir com Robert e uma das cenas mais emocionantes do filme não tem diálogo algum, se resume a mão de Francesca na maçaneta da porta do carro.

The Bridges of Madison County (título original) é uma adaptação do romance homônimo de Robert James Waller, onde o diretor Clint Eastwood realiza uma obra belíssima, sem pieguices ou clichês. É uma história de atores e Meryl Streep prova mais uma vez a excepcional atriz que é, conduzindo a trama e Eastwood em cena, que habilmente se deixa levar.
Cada detalhe na relação dos protagonistas, expressão, olhar, gesto, é recheado de significado, delicadeza e erotismo. Toda a magia está na interpretação e rendeu uma das tantas indicações de Streep ao Oscar de Melhor Atriz. Um filme emocionante e de rara beleza, para ver e rever muitas vezes. Drama/Romance, 135 minBaixe esse filme.
.

.

Tags:, , , ,

2 responses to “As Pontes de Madison”

  1. Fernando Amaral says :

    Desidrato, sempre.

Trackbacks / Pingbacks

  1. As bisca pira no Clint | - 31/05/2012

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: